Série C: A Hora da Decisão

Chegou ao fim a 1ª fase da 3ª divisão nacional, e foram definidos os oito clubes classificados para as Quartas-de-Final. Quem vencer o próximo confronto, conquistará o acesso, que pelas circunstâncias possui valor de título.

Após ver o já rebaixado Baraúnas -RN abrir 2 x 1 em pleno Rei Pelé, o CRB -AL conseguiu uma virada no final do segundo tempo, o que fez com que o Brasiliense fosse o 3º rebaixado do grupo A. A diretoria do clube ignorou o documento oficial divulgado pela CBF durante a competição em relação à 3ª vaga de rebaixamento e promete entrar na justiça para permanecer.

O grande jogo foi no Castelão cearense, onde o Fortaleza estava ganhando e garantindo sua classificação até o gol de empate nos acréscimos, que deixou o time da casa mais um ano na terceirona para classificação do time maranhense. O Santa Cruz já tinha vaga garantida e apenas assegurou a primeira posição, já que o Luverdense – MT venceu o Águia – PA e não os alcançou em saldo de gols.

No Grupo B, o CRAC precisava de uma vitória simples para se salvar, acabou empatando com o Guarani -SP que cumpria tabela e foi rebaixado, junto do Grêmio Barueri – SP, que venceu o Madureira mas dependia de derrotas de CRAC – SP e Duque de Caxias – RJ para permanecer.

A emoção na parte de cima da tabela não faltou. Com a vitória parcial do Betim – MG, e o empate entre Macaé – RJ e Vila Nova – GO, o time mineiro e o Mogi Mirim estavam no grupo dos quatro classificados. Porém, aos 41 minutos do segundo tempo, o rodado Romerito abriu o placar e garantiu a classificação heroica dos alvirrubros.

As quartas de final contam com a presença de Treze-PB e Betim MG, dois clubes envolvidos em disputas judiciais e liminares ao decorrer da disputa da série C, mantendo a tradição das divisões de acesso nacional de serem conturbadas.
Os destaques vão para Macaé-RJ e Luverdense-MT, clubes recentes que podem disputar a série B pela primeira vez na história, e a possível volta do gigante nordestino Santa Cruz-PE, após passar pela maior crise de sua história, longe da competição desde 2007.

O Sampaio Corrêa-MA pode conquistar o bicampeonato da competição, já que a venceu em 97, além de ser campeão nacional por dois anos seguidos, feito inédito para um clube maranhense. Outro que briga pelo bi é o Vila Nova-GO. Caso o Caxias seja eliminado, se tornará o clube mais presente na terceira divisão, ao lado do Confiança-SE, com 15 participações.

Imagem

Confrontos das Quartas-de-Final