Festa, bebidas e irresponsabilidades?

298785_270694786278760_166429806705259_1255962_1229615_n_large

Por: Hélen de Freitas, Juliana Lima e Nicolás Lepratti

Entrada e bebidas caras, mulheres vestindo roupas curtas e homens com camisetas de marca, é isso que você procura em uma noite? Alguns jovens encontram na balada um local para ser livre, “extravasar”. Não há limites, regras ou responsabilidades, eles só pensam em curtir, mas se esquecem que existe o dia seguinte.

Há dois tipos de comportamento em uma balada. Existe um público que vai para dançar e aproveitar a noite com os amigos, e outro que vai a procura de bagunça. Este é o que causa problemas. Além de beberem muito, alguns usam drogas e perdem, totalmente, o controle de suas atitudes.

As ações impensáveis geram consequências, que muitas vezes podem ser irreparáveis. Pegar o carro depois de ingerir bebidas alcoólicas é uma delas. Segundo o G1, os jovens são os que mais estão envolvidos em acidentes graves. 6,4% das colisões ocorrem na madrugada, contudo 23% desses acidentes resultaram em perda total do veículo. O assédio é outra consequência. As mulheres são o principal “alvo”. O blog Olga realizou uma pesquisa contra o assédio sexual em espaços públicos. Segundo o blog, 86% dos participantes já sofreram assédio na balada, sendo que 82% já foram agarrados.

A balada pode ser um lugar de descontração, onde é possível esquecer as obrigações semanais. Todavia, os exageros, na maioria das vezes, acarretam em danos irreversíveis. Aproveite a noite, mas não se esqueça que existe o amanhã.