“A partir deste texto você está sujeito a se colorir”

Por Beatriz Martins

No último sábado (28/09), a chegada da primavera coloriu e animou o Parque Villa Lobos, levando 80 mil pessoas a celebrarem a data no Holi Festival das Cores. Inspirado em uma tradicional festa hinduísta comemorada há mais de 2.000 mil anos, o evento foi executado pela primeira vez no Brasil. Essa foi e continua sendo uma linda maneira encontrada pelos povos do Oriente, que mesmo em meio a tantos confrontos, se rendem ao encanto das flores e utilizam da data para encherem o coração de boas vibrações. Este é o dia em que saem pelas ruas colorindo a vida, e, por alguns instantes, o pó é capaz de cobrir seus sofrimentos, tornando todos iguais.

Logo no início do evento, todos emergiram num clima espiritual ao praticarem meditação, ensinada durante uma hora de aula coletiva de Yoga, emanando energias positivas e contribuindo para seu sucesso.  Às 11 horas, as buzinas foram acionadas pela primeira vez e os participantes jogaram o pó colorido para o alto e, à medida que se espalhava pelo ar, levava embora o contraste de idade, cor e estilo, unindo todos numa mesma sintonia de celebração.

A pluralidade musical do evento soube transmitir com efetividade diferentes sensações, transitando pela tranquilidade dos embalos do reggae, pelo agito das batidas eletrônicas e inclusive pela animação dos ritmos típicos hindus. Entre as apresentações, figuraram Jam Session Verdi, Soul ShakersBloco Kaya na Gandaia, e a grande atração, Goldfish. A todo momento o público estava contagiado pelo som, que não rompeu com sua proposta tradicional.


holi

(Por Vivian Chaurais)

Arrecadando mais de 150 mil reais, a realização do Holi Festival das Cores só foi concretizada devido a contribuições feitas por internautas para o site de financiamento Startando. A colaboração mínima era de 10 reais. Ao optar pela segunda opção, 54 reais, era possível adquirir um porta cores exclusivo do evento e o nome do beneficiário aparecia no vídeo de divulgação. Por mais 30 reais, tinha-se direito a camiseta oficial. A arrecadação se reverteu em serviços de boa qualidade, não havendo grandes problemas com filas ou demora para a obtenção dos produtos.

Gratuito e livre para todos os públicos, a animação do festival se manteve mesmo quando os termômetros indicavam 14 °C e o frio marcava presença. Os corações estavam aquecidos pela magia e sucesso do evento, que encerrou por volta das 18 horas, sem registros de maiores contratempos. Como paulistana e participante do 1° Holi no Brasil, é com entusiasmo que digo: nós, moradores da cidade cinza, esperamos ansiosamente pela próxima oportunidade de colorirmos São Paulo e nossas almas novamente!