Skate Run reúne diferentes gerações para curtir o esporte em SP

Por André Sampaio

Normalmente, nos dias de domingo a Praça Charles Miller, em frente ao Pacaembu  é frequentada por torcedores de futebol, porém no ultimo domingo, dia 22 de setembro, no “Dia mundial sem carro”’ a praça recebeu um público atípico, cerca de quatro mil skatistas, iniciantes e profissionais se reuniram para  participar da “Skate Run” a maior corrida e passeio de skate do mundo.

Na prova, os participantes passaram por pontos importantes da cidade. Após a largada, que foi dada na Praça Charles Miller pelo ex-jogador Raí, o percurso seguiu pela Avenida Pacaembu, Largo Padre Péricles, Elevado Costa e Silva e acabou no Memorial da América Latina.

Além de profissionais, varias gerações se encontraram para se divertirem juntos, desde Idosos à crianças de três anos. O ambiente era muito agradável, a primeira largada foi dada às 8:30 da manhã para os profissionais, em seguida grupos de 100 largavam com uma pausa de tempo entre as largadas. Rodrigo Steinbach, mais conhecido como Rato “levou o caneco” da categoria dos profissionais, completando o circuito em 20min24s. Entre as mulheres, a primeira colocada foi Georgia Bontorin, de 16 anos, que veio do Paraná e levou a melhor entre as 50 atletas do pelotão feminino.

“Foi demais. Essa é a “vibe” verdadeira do skate, com uma galera demais, um circuito animal, uma organização show. Foi a maior corrida que o Brasil já viu e me sinto honrado em ter vencido”, diz Rato, que  vê como prioridade andar de skate e se curtir com seus amigos e não a competição. Os paulistanos tiveram a oportunidade de sair de seus apartamentos e se divertirem nas ruas em que na maioria do tempo estão parados no trânsito.

Skate Run 2013

Largada