História do Futebol Americano

Por Lucas Tavares

Reza a lenda que o futebol americano teve inicio com uma partida entre as universidades Harvard e Yale, onde o jogo não havia regras definidas, assim uma adotou o estilo de jogo do rugby (pai do futebol americano) enquanto outra adotou o estilo de futebol europeu, isso ainda no século XIX, esse esporte que era apenas uma tentativa de fundir dois esportes, tinha o nome de rugby football.

Este esporte desorganizado nascido dos filhos de ricos americanos, que viajaram para a Europa trazendo os dois esportes e tentaram juntá-los, começava a ganhar uma cara alguns anos depois já se chamando american football. A regra primordial do esporte foi criada por Walter Camp, o apelidado pelos amricanos de “pai do futebol americano”, o down e a distância a se percorrer, onde o time com a posse da bola tinha três downs (ou três tentativas) para conseguir cinco jardas.

O esporte nos anos 1900 era muito violento, sem proteção como é hoje em dia e, como não tinha regras especificas, não havia limites de como cada jogador podia derrubar o outro e a principal mudança de hoje, não podia se lancar a bola para frente. Uma prova da violência do esporte em seus primórdios foram as 18 mortes no ano de 1905, o que quase causou a proibição da pratica do esporte por Theodore Roosevelt (presidente dos EUA na época), após isso algumas providências foram tomadas, onde o treinador John Heisman teve a idéia de introduzir o forward pass (passe para frente) logo no ano de 1906.

Em 1920 o jogo estava invadindo as universidades americanas, e estava perto da profissionalização e com isso foi criada a American Professional Football Conference, que dois anos mais tarde, em 1922 foi rebatizado de National Football League.

Na época de 1930 o jogo começou a ficar mais organizado, na disputa entre as equipes de Chicago Cardinals e o Portsmouth Spartans (atual Detroit Lions) foi disputado em um campo circular que apesar de não ser própria para a prática, pois não tinha infraestrutura, nem as atuais linhas de marcação, acabou sendo uma boa arena para o embate. Outra mudança foi a da bola de jogo que era muito parecida com a bola de rugby, sendo mais arredondada nas pontas, a pedido dos quarterbacks que tinha papel principal nas disputas, com longos passes e não mais tantas corridas e chutes.

O grande aumento de jogadores universitários fez com que fosse criado o draft (utilizado até hoje), que é um formato feito pelos clubes para ranquear os estudantes, instituindo que a equipe que foi pior na temporada passada tivesse prioridades para recrutar os jogadores, mantendo sempre um equilíbrio entre todas as equipes.

Quando a década de 40 chegou, a segunda guerra mundial estava estourando, assim fez com que muitos jogadores fossem a guerra, com isso muitos times ficaram sem jogadores e tiveram que abandonar a competição, isso fez com que os times pedissem para que não houvesse limites de substituições dos 11 jogadores, para que assim cada jogador só precisasse fazer sua função ou no ataque ou na defesa, não mais ambas.

Semana que vem tem mais! Continuo falando sobre a história do melhor esporte do mundo a partir da década de 50 !