Um Furacão na gestão esportiva brasileira

Por Guilherme Raia e José Ayan Jr.

O Atlético Paranaense é uma das sensações da temporada brasileira. O time faz ótima campanha no Brasileirão e tem números incontestáveis como, por exemplo, o segundo ataque mais positivo do torneio, o artilheiro, Éderson com 12 gols e a melhor campanha de visitante ao lado do Botafogo; tudo isso fez com que o time terminasse o primeiro turno do campeonato entre os quatro melhores com 34 pontos.

Apesar do bom momento atual, o time teve um começo ruim no Campeonato Brasileiro e somou apenas seis pontos nos seis primeiros jogos, culminando na demissão do então técnico Ricardo Drubscky e na contratação de Vagner Mancini, que está invicto há 12 rodadas na competição, desde que assumiu.

Além disso, a equipe também segue forte na disputa da Copa do Brasil, após eliminar o Palmeiras com autoridade, e enfrenta nas quartas de final, o Internacional, que vem oscilando demais na temporada.

Image

O excelente momento vivido pelo Furacão pode ser explicado pela forma com que a diretoria planejou o ano, focado apenas nas disputas nacionais (Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil), algo inédito no futebol brasileiro.

O Campeonato Paranaense foi deixado de lado e disputado pela equipe sub-23, enquanto o elenco principal permaneceu apenas treinando e participou de um torneio amistoso, a Marbella Cup, com o objetivo de alongar a pré-temporada. O time fez campanha razoável no estadual e conseguiu ficar com o vice-campeonato, perdendo o título para o maior rival, o Coritiba.

Um dos fatores que poderiam atrapalhar o Atlético Paranaense nesta temporada seria a falta de seu estádio, a antiga Arena da Baixada, que está em processo de reforma para a próxima Copa do Mundo da Fifa, porém o time parece adaptado a jogar em outras “casas”, já que não perde como mandante desde janeiro deste ano.

O campeonato ainda está em andamento, e tanto uma vaga na Libertadores quanto uma posição intermediária são cenários bem possíveis. Em caso de sucesso ao fim da temporada, poderemos vivenciar o começo de uma nova tendência.